Filosofia Alternativa (I)

Sob o ponto de vista do exercício do ser, podemos supor que a existência do sujeito está vinculada a uma percepção mais abstrata da realidade metafísica, já que as possibilidades do ser não se enquadram numa perspectiva de subjetividade previsível.   Portanto quando enxergamos o ser como entidade existente, adquirimos a consciência relativa que remete à natureza articulada das percepções do tudo, considerando – obviamente – a visão do ser.

Entendeu?

(Colaboração do meu grande amigo Marcelo Ramos)

Anúncios

Um pensamento sobre “Filosofia Alternativa (I)

  1. O Ser é transcendental, e se aplica a tudo o que é ou pode ser, de qualquer forma que seja. As categorias do Ser, substância, acidente, qualidade, etc., dizem o que é o Ser, mas nenhuma o diz adequadamente.Assim podemos dizer que a metafísica geral ou ontologia é a ciência do Ser enquanto SER e dos caracters que pertencem ao Ser como tal. Atingimos assim a noção do Ser através da mais alta abstração a que podemos chegar. Aristóteles (séc. IV, a.C.), define a filosofia como “A ciência das causas últimas de todas as coisas.” Assim podemos entender a Metafísica como “o estudo da causa última dos princípios primeiros e mais universais da realidade”, o que inclui o Ser, já que abarca em seu estudo todas as realidades do mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s