Movimento Educação Já

Você conhece?

Conhece, já ouviu falar ou sabe o que é o Movimento Educacionista?

Você sabe o que é Educacionismo?

O Movimento Educação Já é um movimento pró-educação, de nível nacional, lançado pelo Senador Cristovam Buarque, cujo objetivo é defender a Educação como prioridade nacional para transformar o Brasil.

Assim como eu, milhares de pessoas por esse Brasil afora se interessam em fazer parte da rede que pretende valorizar a Educação como instrumento de mudança da sociedade.

O Movimento Educacionista tem por objetivo promover a educação de forma integral e participativa.   Este é um movimento apartidário, sem fins lucrativos e totalmente pró-educação.

Aliás, pelas palavras do próprio Senador Cristovam Buarque:

“Um movimento competente se faz com profissionais competentes.   Com gente talentosa. Temos de libertar o professor brasileiro da imagem de profissional de segunda classe. Tornar entusiasmante, compensadora e promissora a profissão do professor”.

.

educacaoja.jpg

 

A política brasileira está dividida em um grande número de Siglas, nenhuma com uma Causa, os militantes transformados em filiados. A causa educacionista tem militantes filiados em todas as siglas, como foi o partido abolicionista no século XIX. Em nenhum momento foi preciso criar uma sigla partidária para unificar os abolicionistas.

Naquele tempo, em todas as siglas havia abolicionistas lutando pela abolição com base no abolicionismo.    O mesmo vale para o educacionismo. Não há necessidade de uma sigla para abrigar os que defendem a utopia educacionista da mesma chance: revolução na educação e reorientação em direção a um desenvolvimento sustentável. Eles estão espalhados em diversas siglas, faltando apenas um gesto aglutinador representado pela proposta comum: a Escola Igual.

 Além disso, no século XXI, a organização partidária burocratizada e a mobilização física dos militantes não é o único caminho da ação política. A revolução da mesma chance, deve usar os novos métodos de rede como instrumento de aglutinação, mobilização e organização. Em rede virtual é possível organizar, agitar e mobilizar o pensamento e a ação de milhões de educacionistas, milhares de núcleos educacionistas unidos pelo educacionismo e mobilizados pela revolução educacional.

Esta é nossa proposta: um partido de causa, não de sigla, unindo os educacionistas em torno ao educacionismo, por participação presencial ou em uma rede virtual, lutando por uma sociedade que assegure a mesma chance entre classes e entre gerações. No lugar de “proletários de todo o mundo uni-vos”, o grito deve ser “educacionistas de todo o Brasil uniu-vos“.

Extraído do manifesto “Nossa causa-comum: o Educacionismo – Escola igual para todos”

 Somente pela revolução na Educação o Brasil poderá vivenciar seu enorme potencial territorial e social.

Para Saber Mais:

Anúncios

Recebi, do Portal da Educação Pública…

…o informativo periódico como de costume, via e-mail.

Porém, este me chamou mais a atenção devido à chamada do “site da vez”, indicando dois sites relacionados à Matemática: o Mathematikando e o Matemática Na Veia.

Claro que fui conferir.   E gostei muito do que encontrei por lá.

Para dar um gostinho, você encontrará em ambos, entre outras coisas: curiosidades, artes, contos, fábulas, humor, frases de matemáticos, histórias, lendas, biografias de matemáticos, aulas, educaçãosimulados, vestibular, provas, downloads, planilhas excel, serviços de internet, tecnologia, softwares…

Eita!!!

Pois é, muita coisa legal e relevante ao mesmo tempo.

Inclusive já inseri os link’s na parte de Educação & Pesquisa (aí do lado, na barra lateral).

Então, não deixem de conferir todo esse material tão logo possam, vocês vão gostar bastante.

Abraços pra todos e bons estudos.

Inté.

Para Saber Mais:

Sobre peixes e notebooks

Tem coisas que são difíceis de acreditar.   Mesmo comprovadas cientificamente.   Segundo matéria do JB Online, foi realizada em Roma uma pesquisa pelo Departamento de Psicologia Geral da Universidade de Pádua.   Esse estudo mostra que a espécie de peixe chamada de “Gambusia Holbrooki” – pasmem – sabe contar.

Eu sei, também fiquei um pouco perplexo com isso.

Para os céticos, a matéria na íntegra.

********************************************************************************************

Notoriamente, tão difícil quanto acreditar na evolução matemática da intuição de uma espécie de peixe, foi ler que o governo do estado do rio gastou R$ 70.000.000,00 (isso mesmo: setenta milhões de reais) na compra de 30.866 notebooks para serem distribuidos aos professores do ensino médio da rede estadual de ensino, segundo matéria do O Dia OnLine

Conta rápida: dividindo o valor pago pela quantidade total de notebooks, chegamos ao valor aproximado pago por cada notebook: R$ 2.267,87.

Não li nada a respeito da configuração da máquina (que chega com o forte apelo de auxiliar e inserir o professor na “Era Digital”)  mas por esse preço deve ser um super-notebook.

Ao contrário, o governo poderia ter tido um descontão em qualquer loja de informática para uma quantidade tão grande e a preços médios de R$ 1.800,00 por máquina.

O Shoptime vende até mais barato do que isso… 🙂

Essa é mais uma daquelas situações paradoxais, só que – absurdamente – reais.   É Como dar um carro para alguém que não tem dinheiro para comprar gasolina pois mal tem para se alimentar.

Pois é, alguns ganharão notebooks, outros não.   O critério para isso ainda é um mistério.

Porém, eu gostaria mesmo era ver tanto empenho empregado em gerir melhor um plano de cargos e salários para a classe e – sobretudo – fazer sobrar anualmente quantias expressivas (como aquela ali de cima) para a renovação do piso salarial (que é de R$ 448,00 atualmente) e novos aumentos.

Assim, pelo menos, teríamos a chance de escolher e (poderíamos) comprar o notebook que quiséssemos.